A Autarquia  
 Inf. Económico-financeira
 Recursos Humanos
 Pessoal/concursos
 2018
 Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos...
 O Concelho  
 Eventos  
 Eventos passados
Enviar a um(a) amigo(a)Enviar por e-mail      ImprimirImprimir

Informação aos Munícipes





 avisoLESLIE


Na sequência da passagem da Tempestade LESLIE pela Região Litoral Centro, que provocou danos avultados nas explorações agrícolas, a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro encontra-se, desde o primeiro momento, no terreno a efetuar o levantamento dos prejuízos de âmbito agrícola.

 

No entanto, face à dimensão das ocorrências e para efetuar o levantamento de prejuízos no mais curto espaço de tempo possível, disponibilizou-se na página de internet da DRAPCentro uma plataforma para a submissão online da identificação desses prejuízos, no seguinte linkhttp://www.drapc.gov.pt/base/especial/pavii/pavii_fdp.php

 

O formulário poderá ser preenchido e submetido on-line, pelos Agricultores lesados, Associações e Cooperativas do Setor, Serviços Municipais e Serviços das Juntas de Freguesia, que se disponibilizem para o efeito, devendo anexar ou entregar registo fotográfico digital dos prejuízos, cópia da apólice de Seguros, quando aplicável, documentos de parcelário (iE e P3) e quantificar os estragos.

 

A identificação dos prejuízos, não confere qualquer apoio aos agricultores lesados, uma vez que se trata de um procedimento exigível para a operacionalização das respetivas medidas de apoio a disponibilizar pelo Ministério de Agriculturas, Florestas e Desenvolvimento Rural, que irão consistir “ na atribuição de apoios a fundo perdido no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural PDR2020, que atingem os 100% para prejuízos até 5.000 euros; 85% para prejuízos entre os 5.000 e os 50.000 euros; 50% para prejuízos entre 50.000 e 800.000 euros. Esta medida abrangerá infraestruturas, instalações e equipamentos agrícolas e também perdas em animais e culturas permanentes, como é o caso de olivais, vinhas e pomares.”  Além disto, “As despesas serão elegíveis a partir da data da ocorrência dos prejuízos e os pagamentos poderão ter lugar após a contratação dos projetos junto do IFAP, contra apresentação da fatura, podendo os agricultores dar já início aos trabalhos.”, conforme comunicado disponibilizado no seguinte endereço: http://www.drapc.gov.pt/base/noticias.php?noticia=14868 




Aviso - Interdição automóvel - Rua da Quinta - 08/10/2018 | PDF


Aviso à população - Perigo de Incêndio Rural - 01/10/2018 | PDF  



Declaração da Situação de Alerta


Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal no território do Continente, o Ministro da Administração Interna assinou, esta segunda-feira, o Despacho que determina a Declaração da Situação de Alerta em 13 distritos.


A Situação de Alerta abrange os distritos de Aveiro, Braga, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria, Portalegre, Porto, Santarém, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu, no período compreendido entre as 18h00 do dia 1 de outubro e as 23h59 do dia 3 de outubro.


No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, prevista na Lei de Bases de Proteção Civil, serão implementas as seguintes medidas de caráter excecional:


- Elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro que possam vir a ser desencadeadas, considerando-se para o efeito autorizada a interrupção da licença de férias e/ou suspensão de folgas e períodos de descanso;


- Aumento do grau de prontidão e mobilização de equipas de emergência médica, saúde pública e apoio psicossocial, pelas entidades competentes das áreas da saúde e da segurança social;


- Mobilização em permanência das equipas de Sapadores Florestais;


- Mobilização em permanência do Corpo Nacional de Agentes Florestais e dos Vigilantes da Natureza que integram o dispositivo de prevenção e combate a incêndios;


- Aumento do nível de prontidão das equipas de resposta das entidades com especial dever de cooperação nas áreas das comunicações (operadoras de redes fixas e móveis) e energia (transporte e distribuição);


- Proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI), bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem;


- Proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que possam ter sido emitidas, enquanto vigorar a Situação de Alerta;


- Dispensa do serviço público dos trabalhadores da Administração Pública que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário;


- Dispensa dos trabalhadores do setor privado que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, nos distritos para os quais tenha sido Declarado o Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho pela ANPC;


- Recurso aos meios disponíveis previstos no Plano Nacional e nos Planos Distritais de Emergência de Proteção Civil.


Recorde-se que, face às previsões meteorológicas para a primeira quinzena de outubro - com temperaturas superiores à média para esta época do ano e baixa probabilidade de ocorrência de precipitação - o Governo prorrogou até 15 de outubro o período crítico no âmbito do Sistema Nacional de Defesa da Floresta Contra Incêndios. O Ministério da Administração Interna determinou à Autoridade Nacional de Proteção Civil o prolongamento do Nível de Empenhamento Operacional (Reforçado) Nível IV até 15 de outubro.


Deste modo, assegurou-se a continuidade da operação dos meios cujo empenhamento operacional que terminava a 30 de setembro, nomeadamente dos meios aéreos, dos respetivos Centros de Meios Aéreos, das Equipas dos Corpos de Bombeiros e dos Comandantes de Permanência às Operações.


O Governo acompanha em permanência o evoluir da situação operacional e apela aos cidadãos para que adequem os seus comportamentos ao quadro meteorológico que tem sido amplamente divulgado.


Lisboa, 01 de outubro de 2018 

 


Aviso à população - Perigo de Incêndio Rural - 30/09/2018 | PDF  




Aviso à população - Perigo de Incêndio Rural - 21/09/2018 | PDF 




Aviso à população - Perigo de Incêndio Rural - 16/08/2018 | PDF




Aviso - Festas de Góis | PDF 




Aviso - Concentração Internacional de Motas em Góis | PDF 



Aviso - Aviso Calor - 02/08/2018 | PDF 




Aviso - Gratuitidade dos cadernos-fichas de atividades aos alunos dos 1º e 2º. ciclos do Ensino Básico - 02/08/2018 | PDF 




CONDIÇÕES METEOROLÓGICAS ADVERSAS


 Aviso à População - Boletim Verão com Saúde - 01/08/2018 | PDF 


 Aviso à População - Boletim Ícaro - 01/08/2018 | PDF 


 Aviso à População - Condições Meteorológicas Adversas - 31/07/2018 | PDF 




 Aviso à população - Perigo de Incêndio Rural - 20/07/2018 | PDF 




AVISO - Interdição do Campo de Futebol do Parque do Cerejal | PDF  


AVISO - Verão com Saúde - Boletim Informativo | PDF 







AVISO - Estrada Condicionada - Encontro Alfa Romeo | PDF 


Vacinação - Profilaxia da Raiva e outras zoonoses - Edital | PDF



INFORMAÇÃO 


Devido ao desenvolvimento do projeto de requalificação e musealização da Casa Alice Sande, cofinanciado pelo Turismo de Portugal I.P., através da Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior, informa-se que o serviço inerente ao Posto de Turismo Municipal de Góis se encontra, temporariamente, deslocado para o Centro de Vendas de Produtos Endógenos, localizado no piso térreo do edifício do Centro Cívico e Cultural de Góis, da Santa Casa da Misericórdia de Góis.








SESSÃO DE ESCLARECIMENTO SOBRE O TEMA:

"Plano de Gestão de Caça na Zona de Caça Municipal do Concelho de Góis"

A sessão ocorrerá no próximo dia 25 de Maio de 2018, com início às 18h00m, no Auditório da Biblioteca Municipal António Francisco Barata, na Vila de Góis.




Reciclar é Agora - apresentamos o novo filme pedagógico que mostra aos cidadãos a importância de reciclar de uma forma simples e intuitiva e que informa quanto custa tratar os resíduos urbanos em Portugal.

A Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) é responsável pela regulação e supervisão dos setores de abastecimento público de água, de saneamento de águas residuais urbanas e de gestão de resíduos urbanos.

A ERSAR intervém para promover a prestação de serviços de qualidade aos cidadãos por parte das entidades gestoras destes serviços, a sustentabilidade económica e financeira do setor e os direitos dos consumidores. Cabe-lhe também assegurar a prestação de informação clara, rigorosa e acessível aos cidadãos.

A melhoria dos níveis de reciclagem é um objetivo estratégico do nosso País para o qual todos podemos contribuir.

O filme Reciclar é Agora é mais um contributo para esse objetivo, transmitindo a mensagem clara a instituições e cidadãos de que devemos reciclar tudo, sempre e em todo lado.




Aviso à população - Execução de faixa de gestão de combustível na linha de média tensão Cabeçadas - Fonte Limpa | PDF



Aviso à população - Interdição da via A. Eng. Carlos Neves, A. Luís de Camões e área de serviço de autocaravanas - 20/02/2018 | PDF




TEMPO FRIO 06/02/2018


Tendo em conta a descida das temperaturas previstas para os próximos dias, a Administração Regional de Saúde do Centro, através do Departamento de Saúde Pública chama a atenção da população para a necessidade de adotar um conjunto de procedimentos que mantendo o seu conforto térmico previnam os efeitos do frio na saúde.

Deve ser dada especial atenção às pessoas mais vulneráveis, nomeadamente às crianças e pessoas com mais de 65 anos.

Devem respeitar-se as seguintes recomendações:

No domicílio

Mantenha a temperatura da sua casa entre os 18ºC e os 21ºC;

Se não conseguir aquecer todas as divisões da casa, tente manter a sala de estar quente durante o dia e aqueça o quarto antes de se ir deitar;

Se utilizar lareiras, braseiras, salamandras ou equipamentos a gás mantenha a correta ventilação das divisões de forma a evitar a acumulação de gases nocivos à saúde, evitando os acidentes por monóxido de carbono que podem ser causa de intoxicação ou morte;

Não utilize fogão a gás, forno ou fogareiro a carvão para aquecimento da casa, nem utilize equipamentos de aquecimento de exterior em espaços interiores;

Evite dormir/descansar muito perto dos equipamentos de aquecimento;

Apague ou desligue os equipamentos de aquecimento antes de se deitar ou sair de casa, de forma a evitar fogos ou intoxicações;

Promova uma boa circulação de ar, não fechando completamente os aposentos, mas evite as correntes de ar frio;

Mantenha sob vigilância a utilização de botijas de água quente, para evitar o risco de queimadura.

Higiene pessoal e vestuário

Mantenha a pele hidratada, principalmente mãos, pés, cara e lábios;

Use várias camadas de roupa, em vez de uma única muito grossa, e não use roupas demasiado justas que dificultem a circulação sanguínea;

Proteja as extremidades do corpo (com luvas, gorro, meias quentes e cachecol) e use calçado adequado às condições climatéricas;

Alimentação

Faça refeições mais frequentes encurtando as horas entre elas;

Dê preferência a sopas e a bebidas quentes, como leite ou chá;

Evite bebidas alcoólicas visto que provocam vasodilatação com perda de calor e arrefecimento do corpo.

Atividades e Exercício físico no exterior

Mantenha a prática de exercício físico habitual mas em situações de frio intenso evite fazer exercício físico de esforço ao ar livre;

Se tiver de realizar trabalho com muito esforço, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço;

Procure um local abrigado se a temperatura diminuir e houver muito vento;

Evite caminhar sobre o gelo devido ao risco de lesões por queda;

Bebés ou recém-nascidos

Não deve sair de casa com o bebé ou recém-nascido nos dias de frio intenso;

No caso de ter de sair de casa agasalhe o bebé, principalmente a cabeça e as extremidades (mãos, orelhas e pés);

Utilize várias camadas de roupa em vez de uma única peça grossa;

Dê de beber regularmente ao bebé;

Transporte o bebé num carrinho que lhe permita movimentar-se para se aquecer e verifique se está bem protegido do frio;

Evite transportar as crianças em porta-bebés tipo mochila, que poderá comprimir as pernas e causar enregelamento.

Pessoas idosas

Os idosos precisam do acompanhamento dos familiares ou prestadores de cuidados para que sejam tomadas as medidas adequadas em situações de frio descritas nas recomendações gerais, nomeadamente ao nível da alimentação, vestuário, cuidados com os equipamentos de aquecimento e precauções ao sair de casa;

Os familiares, amigos e vizinhos têm um papel importante devendo manter um acompanhamento de proximidade, sempre que possível, de pessoas idosas sós/isoladas, fazendo um telefonema ou contactando pessoalmente, pelo menos uma vez por dia, para prestar ajuda e verificar o seu estado de saúde e conforto.

Os doentes cardíacos, vasculares, reumáticos, com diabetes e com insuficiência respiratória (incluindo asma e doença pulmonar crónica obstrutiva):

Devem certificar-se que têm sempre consigo os seus medicamentos habituais e ter em conta a redução de atividades físicas no exterior se revelarem sintomas.

Em caso de gripe tenha atenção: