A Autarquia  
 Inf Económico-financeira
 Recursos Humanos
 Pessoal/concursos
 2018
 Programa de Regularização...
 O Concelho  
 Eventos  
 Eventos passados
 Turismo  
Enviar a um(a) amigo(a)Enviar por e-mail      ImprimirImprimir

FILVAR



FILARMÓNICA VARZEENSE


filvar 


Historial da Filarmónica Varzeense


A Filarmónica Varzeense foi fundada a 5 de Abril de 1902. Porém a forte emigração e o envelhecimento de alguns dos seus elementos, levam a mesma a cessar as suas atividades em 1932.


Desde essa data até 1968, esta coletividade permaneceu viva na memória de todos os Varzeenses que esperavam a sua reorganização. Neste período, a filarmónica surgiu esporadicamente, tocando algumas obras em eventos pontuais, tal como a inauguração da linha telefónica local e, ainda, na formatura de alguns beneméritos. Em 1968 foi reorganizada e, apesar das dificuldades económicas e humanas, tem vindo a resistir e até a melhorar o seu repertório musical em quantidade e qualidade. Nesse mesmo ano, por iniciativa do Rev. Padre Fernando Rodrigues Ribeiro e com o apoio da Comissão de Lisboa de Propaganda e Melhoramentos em Vila Nova do Ceira, organiza-se um almoço de confraternização, com o objetivo de angariar fundos para dar continuação à Filarmónica Varzeense. No dia 1 de Janeiro de 1969, realizaram a primeira apresentação pública, contando já com 30 executantes. A Escola de Música era dinamizada pelo Sr. Francisco Carneiro, conhecido por Chico Barbeiro, e pelo Sr. António Cruz, sendo estes igualmente executantes desta filarmónica. Em 1990, com a colaboração de alguns Varzeenses e o apoio das autarquias, foram iniciadas as obras para a construção de uma Sede para a Filarmónica Varzeense.


No que concerne a sua direção, esta foi durante 30 anos presidida pelo Sr. Amorim Neves Garcia, que muito lutou para a sua existência e continuidade. Após a sua saída, foi presidida, durante 2 anos, pelo Sr. Jaime Rodrigues e atualmente, tem como Presidente o Sr. João Bruno Martins (data de 2017).


O Sr. Nelo Paiva foi o Maestro da Filarmónica (1990-2013), deixando bem vincado em todos os amigos da mesma, o carinho e a dedicação que sempre o caracterizaram. Desde 2013 é dirigida pelo jovem Maestro Nuno Alves, que veio rejuvenescer as fileiras e o repertório da Filarmónica, estruturando um novo modelo de Escola de Música que, para além de garantir a renovação dos músicos através dos seus 29 aprendizes, potencia e incentiva os jovens a ingressarem no ensino oficial da música (Conservatórios, Escolas Profissionais).


Atualmente, esta coletividade tem o nome de Associação Desportiva Recreativa e Cultural Filarmónica Varzeense (FILVAR), tendo a sua sede em Vila Nova do Ceira – Góis, e possuindo cerca de 250 sócios e 35 músicos. 

A manutenção desta filarmónica, resulta da vontade e sinergia de um conjunto de entidades como a Câmara Municipal de Góis, a Junta de Freguesia de Vila Nova do Ceira, a Cooperativa Social e Agro-Florestal de Vila Nova do Ceira e por último mas não menos importante, todos os Varzeenses.




filvar